19 de jan de 2009

CAIXINHA MÁGICA


Fabrico uma caixa mágica
para guardar o que não cabe
em nenhum lugar:
a minha sombra
em dias de muito sol,
o amarelo que sobra
do girassol,
um suspiro de beija-flor,
invisíveis lágrimas de amor.

Fabrico a caixa com vento,
palavras e desequilíbrio,
e para fechá-la
com tudo o que leva dentro,
basta uma gota de tempo.

O que é que você quer
esconder na minha caixa?

Roseana Murray

2 comentários:

  1. Olá, , o poema acima, inspirou-me, e em uma das aulas de Literatura Infanto Juvenil, criei o seguinte:

    Caixinha Mágica...
    Caixinha Mágica...


    Preciso de uma caixinha mágica

    Para guardar o que não cabe

    em nenhum outro lugar...



    Minha sombra em dias de sol

    a saudade que roe

    um suspiro do beija-flor

    invisíveis lagrimas de amor

    no peito dói



    Preciso de uma caixa de vento

    para joga as palavras e os descontentos,

    e fecha-la

    com um pingo de tempo...

    Cah Kemper

    ResponderExcluir
  2. nossa achei lindo essa poesia
    por isso de trabalho de português e todos que viram acharam lindo

    ResponderExcluir