13 de jan de 2012

POBRE VOVÔ

O vovô, pobre coitado,
Quando à mesa se sentou,
Ficou triste, acabrunhado,
Quase de nada provou

Dói-lhe o dente, dói-lhe o rim,
Dói-lhe a perna, tudo enfim.
Escute aqui vovozinho,
Posso comer seu docinho?
(Helena P. Vieira)

Nenhum comentário:

Postar um comentário