31 de out de 2011

O MEDO DO MENINO



Que barulho estranho,
vem lá de fora,
vem lá de dentro?!
.

Que barulho medonho
no forro,
no porão,
na cozinha,
ou na despensa!...

.

Será fantasma
ou alma penada ?
Será bicho furioso
ou barulhinho de nada ?
.

E o menino olha
na escura escada
e não vê nada.
Travesseiro
E olha na vidraça
e uma sombra o ameaça.

.

Quem se esconde ?
Esconde onde?

.

Se vem alguém passo a passo
Na rua deserta
O medo aumenta.
Passos de gente de casa
Encolhe o medo.
Se somem vozes e passos
De gente de casa,
No ato, no quarto,
Vem o arrepio



E o menino encolhe,
Fica todo enroladinho.
E se embrulha nas cobertas,
Enfia a cabeça no travesseiro
E devagar, devagarinho,
Sem segredo,
Vem o sono
E some o medo

(Elias José)

Nenhum comentário:

Postar um comentário