30 de jan de 2010

29 de jan de 2010

CLASSIFICADOS POÉTICOS V


Menina apaixonada oferece
um coração cheio de vento
onde quem quiser pode soprar
três sementes de sonho.
O coração da menina
ilumina as noites escuras
como se fosse um farol.
É um coração como todos os outros:
às vezes diz sim
às vezes diz não
às vezes diz sim
às vezes diz não
e sempre tem uma enorme
fome de sol.

Roseana Murray

CLASSIFICADOS POÉTICOS IV


Troca-se um homem-aranha de mentira
por uma aranha de verdade.
Uma aranha competente
que teça belas teias transparentes,
que pegue moscas, mosquitos
e não entenda nada de bandidos.
uma aranha que seja
uma aranha simplesmente.

Roseana Murray

CLASSIFICADOS POÉTICOS III


Colecionador de cheiros troca
um cheiro de cidade
por um cheiro de neblina
um cheiro de gasolina
por um cheiro de chuva fina
um cheiro de cimento
por um cheiro de orvalho no vento.

Roseana Murray

CLASSIFICADOS POÉTICOS II


Quero
asas de
borboleta
azul
para que eu encontre
o caminho do vento
o caminho da noite
a janela do tempo
o caminho de mim.

Roseana Murray

CLASSIFICADOS POÉTICOS I


Por favor, reservem dois lugares
num disco voador,
um pra mim, outro pro meu amor
que eu tenho sede de céu,
tenho fome de estrelas
e uma vontade louca de mastigar
violetas

Prefiro partir nas primeiras horas do dia
quando as nuvens ainda são suave carícia.
Levarei comigo uma bagagem tão pequena
que ninguém nem mesmo notará:
uma bússola feita de vento
e um embrulho de sonhos
mais leve que a luz.

Quero encontrar um planeta
onde os homens tenham as mãos
de tal modo azuis
que ninguém saiba direito se são mesmo
homens ou se são anjos ou pássaros

Minha nave descerá suavemente
num campo de girassóis
e os homens acenarão sorrindo
sem medo nenhum.

Quando vejo numa noite escura
alguma estrela solitária semeando o céu,
sinto pressa de partir.

Roseana Murray

CLASSIFICADOS POÉTICOS


Atenção! Compro gavetas,
compro armários,
cômodas e baús.

Preciso guardar minha infância:
os jogos de amarelinha,
os segredos que me contaram
lá no fundo do quintal.

Preciso guardar minhas lembranças:
as viagens que não fiz,
ciranda, cirandinha
e o gosto de aventura
que havia nas manhãs.

Preciso guardar meus talismãs:
o anel que tu me deste
o amor que tu me tinhas
e as histórias que eu vivi.

Roseana Murray

MAIS RESPEITO, EU SOU CRIANÇA



Prestem atenção no que eu digo,
pois eu não falo por mal:
os adultos que me perdoem,
mas ser criança é legal!

Vocês já esqueceram, eu sei.

Por isso ou vou lhes lembrar:
pra que ver por cima do muro,
se é mais gostoso escalar?
Pra que perder tempo engordando,
se é mais gostoso brincar?
Pra que fazer cara tão séria,
se é mais gostoso sonhar?

Se vocês olham pra gente,
é chão que vêem por trás.
Pra nós, atrás de vocês,
Há o céu, há muito, muito mais!

Quando julgarem o que eu faço,
olhem seus próprios narizes:
lá no seu tempo de infância,
será que não foram felizes?

Mas se tudo o que fizeram
já fugiu de sua lembrança,
fiquem sabendo o que eu quero:
mais respeito, eu sou criança!

Pedro Bandeira